Music

Prólogo (Prometeu acorrentado)

02:21
Léo Lago
2009
Lyrics: Aeschylus / Music: Léo Lago

Lyrics

- Eis-nos chegados aos confins da terra.
Vamos, Hefesto! Passa-lhe os elos pelas mãos!
Prende-os ao rochedo por fortes marretadas!
Bate ainda mais! Aperta! De tal sorte que ele
sinta, embora engenhoso, que é inferior a Zeus.
Prende agora com toda a força este
gancho de aço, atravessando-lhe o peito.
Prende agora os pés por meio destes cravos.

 

-Vê! Que horrendo espetáculo! Ai de ti,
Prometeu! Como me penaliza tua desgraça!

 

-Ai de mim!

 

-Ai de ti, Prometeu!

 

-Qual foi teu crime, Prometeu?

 

-Graças a mim, os homens não mais desejam a morte.
Dei-lhes uma esperança infinita no futuro.
Consegui que eles participassem do fogo celeste
e desse mestre aprenderão muitas ciências e artes.

 

-Rouba-lhes as honras divinas para dá-las a seres
que não viverão mais que um dia! Poderão,
por acaso, os mortais, minorar teu suplício?

Join my e-mail list!

Jukebox